quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Patrícia + Humberto

Gravado com as "pequenas" notáveis cameras... A qualidade que elas nos oferecem falam através das imagens:






Parabéns ao Casal !!!!

domingo, 6 de dezembro de 2009

terça-feira, 24 de novembro de 2009

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Segundo comentário do Gabriel (06 anos)...
O vídeo abaixo foi gravado com o Doc (pai do mcqueen), para quem não conhece esse filme "Carros",
vale a pena, o mcqueen é um carrinho vermelho
muito simpático e o pai dele tb...
Coisas de criança!!

domingo, 18 de outubro de 2009

Indicação de Blog

Abaixo link do Blog de nossos clientes Jackie e Romulo, vale a pena dar uma conferida!

http://romuloejackeline.blogspot.com

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Pesquise sempre antes de contratar!

Alguns fornecedores passam informações sobre Glidecam Pro 2000 (equipamento usado pela Macuca) comparando a um Hand-Held, Merlin ou coisa do tipo, dizendo que ambos são iguais e oferecem a mesma imagem.

Para ajudar a esclarecer, as imagens valem mais que palavras:


Existem empresas maravilhosas que buscam concorrer com belos vídeos, já outros sugerimos que estude, leia, pesquise, informe-se.

Ahhh, o primeiro filme a usar Steadicam como muitos acham não foi o longa "Rocky" e sim o filme "Esta terra é minha terra" (1976) com algumas cenas operadas pelo seu criador Garrett. A seguir aí sim o filme Rocky também teve a participação de Garrett na operação do Steadicam na segunda camera...



sexta-feira, 28 de agosto de 2009

O Brilho


Como costumamos dizer, é muito bom observar o brilho no olhar dos noivos, durante uma reunião. É exatamente o mesmo brilho do olhar de artistas, integrantes de bandas, cantores, atores, roteiristas, que querem ter registrado o primeiro clipe ou DVD e esperam ansiosos pelo show com aquele público que sempre sonharam ou aquele filme que durou tanto tempo para ser escrito.

Testemunhamos os gestos, os sons, os movimentos, os olhares, mãos que não param, perguntas, risos, euforia, expectativa, “mais um café!”, anota daqui, anota dali, mais risos, descontração pura! Enquanto isso, vamos percebendo a atmosfera que envolve nosso cliente e imaginamos o caminho a ser percorrido até a finalização do projeto.

Durante a produção, como é boa a sensação de registrar o sonho que se torna real ali, bem na frente dos nossos olhos. Seja no altar, no palco, no set.

Toda a expectativa, a concentração, os cuidados da pré à pós-produção, enfim, todo o esforço e suor vale muito, muito a pena. E aquele brilho...ah, aquele brilho acaba sendo nosso também. Inevitável!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Mergulhando nas fantasias infantis, inventei uma história para meu neto. Disse-lhe que quando eu era criança, eu tinha que brincar na rua prestando atenção se não estaria vindo nenhum dinossauro, pois aí eu e meus amigos tínhamos que sair correndo para casa. Em sua inocência dos seus 6 anos de idade, ele se envolveu de corpo e alma nesta fantasia. Ta certo, já estou meio velho, mas nem tanto. Seus olhinhos brilhavam, mostrando que queria viver esta época, estas aventuras. Olhamos fotos de diversos dinossauros na internet e, cada vez mais, eu inventava histórias, estimulando a imaginação dele. Começou a contar para seus amiguinhos que eu havia vivido na época dos dinossauros, passou a imaginar que todos os mais velhos haviam fugido de dinossauros. Enfim, passou, sem saber, a dizer que todos os mais velhos eram muito velhos, jurássicos! Ao ponto de dizer que uma menina de 16 anos “havia corrido de dinossauros”. Um dia ele saberá a verdade e eu ficarei como um grande mentiroso, mas isso não me importa, pois será um ponto de vista passageiro. O que me importa é que toda essa fantasia dele irá por água abaixo, a realidade estará tomando o espaço dos sonhos. Minha vontade é sair por aí implorando para que ninguém conte a verdade para ele. Deixem-no sonhar. Assim como eu gostaria de estar sonhando até hoje!

(Luiz Braga - sócio Harmonia Filmes e Macuca Produções)

Genial

Muito BOM!

sábado, 22 de agosto de 2009

OS CÃES LADRAM

"Texto extraído do kibeloco" Interessante...rs



Se você é daqueles que está no topo e ainda não sabe lidar com uma pequena e invejosa oposição (mesmo que seja daquelas que gosta de fazer barulho), fica a dica…

E a caravana passa.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

E o tal Blu ray? Será?



O Blu-ray pode estar ameaçado?

Quando o Blu-ray, sucessor do DVD, parecia finalmente engrenar, surgem locadoras online e TVs com acesso à internet. Há espaço para um disco na era digital?

Por Rafael Barifouse


Desde sua criação, em 2002, o Blu-ray disputava com o HD DVD, da Toshiba, qual seria o sucessor do DVD. Saiu-se vitorioso há um ano, quando o estúdio Warner Bros. tornou-se o último dos quatro maiores a apoiá-lo. Sem concorrentes, o disco de alta definição da Sony fez de 2008 o seu ano. Fabricantes lançaram tocadores mais baratos e modernos. Estúdios ampliaram o catálogo de filmes. Uma campanha de US$ 25 milhões exaltou sua qualidade. Resultado: as vendas triplicaram nos Estados Unidos e quadruplicaram no Reino Unido.

Mas, enquanto o Blu-ray começa a se pagar, uma recém-chegada onda está roubando o show. Nos últimos três meses, foi lançada uma dezena de modelos de TVs de alta definição com chips de acesso à internet. Elas permitem acessar um número crescente de locadoras de filmes digitais, como iTunes e NetFlix, e também sites de vídeo, como o YouTube. Isso fez com que Sony e cia. se deparassem com uma pergunta em meio à comemoração: depois de tanta briga, o Blu-ray será apenas uma mídia de transição rumo à verdadeira era digital, como foi o disc laser para o DVD?

Algumas pistas do que está por vir. O serviço Vudu já permite assistir a 1,4 mil filmes online em alta definição, ante mil disponíveis em Blu-ray. “Vídeos na internet e outros meios de entrega digital de conteúdo vão acabar com o mercado para formatos ópticos”, diz Roger Kay, presidente da consultoria americana Endpoint Technologies. O Blu-ray ainda enfrenta outro concorrente que, mesmo ultrapassado, tem sua importância: o DVD. Nos Estados Unidos, a venda de tocadores de DVDs ainda vai superar a de aparelhos de Blu-ray no próximo ano, de acordo com a Consumer Electronics Association, entidade que representa os fabricantes. A expectativa é que o Blu-ray só terá mais mercado do que o DVD em 2014, mas a janela de oportunidade é pequena. A partir de 2017, dizem os especialistas, o disco azul começará a perder espaço para serviços online de vídeo sob demanda.

Depois de investir muito para tornar o Blu-ray padrão, os fabricantes não querem deixar isso escapar. A nova geração de tocadores já permite acessar filmes e notícias online. O preço caiu pela metade – está em cerca de US$ 200 – e deve chegar a menos de US$ 150 até dezembro. Os discos também ficaram 40% mais baratos, e chegaram a cerca de US$ 15. “2009 será o ano do crescimento”, diz Andy Parsons, presidente do conselho da Blu-ray Disc Association. “E vamos finalmente chegar ao mercado de massa.” Será?

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Adultos


Para nós, adultos, a vida é uma constante correria. Correria para ganharmos dinheiro, correria para os estudos. E o tempo vai passando. Pare, pense e volte seus pensamentos ao passado. Volte à sua infância, quando, certamente, você não tinha preocupações de gente grande. Suas preocupações eram com as brincadeiras infantis. Hoje, cá estamos nós preocupados com trabalho, responsabilidades, dinheiro. Muito cedo nos ensinaram o pensamento norte americano de que “tempo é dinheiro”. Não é! Tempo é vida. Não podemos nos esquecermos de sermos crianças, de brincarmos. Olhar as ondas do mar sem nos preocuparmos porque elas existem. Elas apenas existem e ponto. Todo nosso comportamento é baseado em “como os outros vão nos ver”. Andamos, nos vestimos,
enfim, todos os nossos gestos são baseados nessa premissa. Reservemos alguns instantes dos nossos dias para pensarmos como vamos ver a nós mesmos. E, claro, todos nós queremos nos vermos felizes. Então sejamos crianças por alguns instantes. Façamos nossos amigos felizes. Façamos nossos amores felizes. Façamos nossos parentes felizes. E, assim, estaremos sendo felizes!

Trailer

Bv

O QUE É BV?
Modelo genuinamente brasileiro, a bonificação por volume (BV) surgiu no início dos anos 60 com o objetivo de ser uma política de incentivo ao aperfeiçoamento das agências de propaganda, seja no que se refere ao desenvolvimento de profissionais, seja pela aquisição de ferramentas que contribuíssem para melhorar a qualidade do trabalho.
Criado pela Rede Globo de Televisão - e logo adotado pela Editora Abril - , com o passar dos anos o modelo se espalhou por outras empresas e setores da mídia.
O BV é o pagamento de um bônus às agências , proporcional ao investimento total feito pelos seus clientes em um determinado veículo. Em outras palavras, quanto mais publicidade destinada a um veículo, maior é o BV recebido.
Em alguns setores, como de internet, a tabela de bonificação é calculada com base em percentuais de crescimento das contas da agência no veículo, em relação ao ano anterior, e não em volumes absolutos de investimento.BV também é conhecido como bonificação de venda. Ou seja: Comissão para quem leva o trabalho.
TEXTO EXTRAÍDO DA REVISTA "NEGÓCIOS DA COMUNICAÇÃO" nr. 10/2004